Caixa Economica Federal altera as regras para o financiamento.

Após 2015 ser marcado pela alto dos juros e diminuição dos percentuais para financiamento, a CEF inicia 2016 com uma boa notícia para o setor e os compradores.

novas-regras-para-financiamento-imobiliario-caixa-economicaA CEF anunciou algumas mudanças que terão impacto direto no financiamento imobiliário e nas vendas de imóveis. As mudanças atende principalmente a classe média.

FUNDO PROCOTISTA FGTS

No ano passado (2015) a CEF havia reduzidoo valor limite para financiamentos com fundo Procotista FGTS para imóveis com valor de até R$ 400 mil. E agora, em 2016, resolveu rever a política o que deve beneficiar algumas famílias que buscam o financiamento imobiliário para comprar sua casa.

O fundo Procotista FGTS agora financia imóveis com valor de avaliação de até R$ 750 mil. Esta modalidade permite financiar até 85% do valor dos imóveis novos e até 80% dos imóveis usados e com prazo máximo de 360 meses para pagamento. As taxas de juros variam de 7,85% e 8,85% ao ano.

Para se enquadrar nessa categoria, o interessado deverá possuir 36 meses, consecutivos ou não, de trabalho sob o regime do FGTS. Caso não esteja com vínculo de trabalho ativo, o interessado deverá ter saldo no FGTS de no mínimo 10% do valor do imóvel.

O interessado também não poderá ser proprietário de outro imóvel no município onde reside ou trabalha e nem nos municípios limítrofes integrantes da mesma região metropolitana.

MINHA CASA MINHA VIDA E CCFGTS

Também, no programa minha casa minha vida (MCMV) para imóveis novos e na Carta de Crédito FGTS (CCFGTS) para os usados, houveram alterações.

O valor máximo para financiar imóveis nessas modalidades tiveram o teto máximo alterado de R$ 190 mil para R$ 225 mil na cidade de São Paulo.

O teto da renda bruta para famílias que pretende comprar seu imóvel por esses programas também teve reajuste, agora o valor da renda poderá ser de até R$ 6.500,00 por mês.

Essas modalidades permitem financiamento de até 90% dos imóveis (novos ou usados) com prazo máximo de 360 meses. As taxas de juros variam de 5,11% e 8,47% ao ano.

E como no fundo Procotista FGTS o interessado não pode possuir imóveis na cidade ou região metropolitana de onde trabalha ou reside.

Com essas medidas é esperado um novo aquecimento no mercado de imóveis e no volume de financiamentos. Bom para os interessados em comprar imóveis dentro dessas características e também para os vendedores desses imóveis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s