Gatos ou Cachorros?

Animais de estimação cada vez mais tornam-se membros da família e como atualmente muitas pessoas moram em apartamentos, saiba escolher seu animal ideal.

339077-Como-lidar-com-a-morte-de-seu-animal-de-estimação-1-300x300

Gatos em apartamento
Gatos em apartamento são uma boa opção de animal de estimação. Se você pretende ter um gato no apartamento é obrigatório colocar telas de proteção na janela, mesmo que more no primeiro andar. Isso evita que o gato caia por acidente ou vá parar no vizinho.Mas fique atento, além da tela na janela, para manter o bem-estar dos bichanos é preciso incentivar as atividades físicas e cuidar da alimentação.Como são mais independentes que ao cães, os gatos ficam bem se deixados sozinhos no apartamento, se adaptam com facilidade a espaços reduzidos e não precisam passear na rua para fazerem suas necessidades. Mas é imprescindível manter a caixinha de areia sempre limpa para evitar odores que possam desagradar o bicho e passar para a casa do vizinho.

Gatos são verdadeiros desbravadores, deixe espaços para que eles possam possam brincar no apartamento. Eles adoram subir em móveis, janelas e claro, afiar as unhas, por isso é bom sempre ter um arranhador para que eles não estraguem o mobiliário e a pintura das portas.

animaisCachorros em apartamento

Quando pensar em ter um cachorro no apartamento, tudo começa pela escolha da raça do cão, afinal é complicado ter um labrador num apartamento de 40m², concorda?

Alguns condomínios alegam que cães de grande porte causam transtornos por causa de seu tamanho. Quando se trata de cães em apartamentos, até pelo menor espaço e falta de quintal, o que prejudica o próprio bicho, o ideal é que a pessoa adquira um animal de médio a pequeno porte.

Após pensar no espaço físico, é preciso escolher um cão para apartamento que tenha pouca tendência a latir desnecessariamente e um nível de independência maior. Mantenha sempre um cantinho especial no apartamento para seu amigo deitar e descansar. Este local deve ficar o mais longe possível da área em que ele faz as necessidades.

O importante é cuidar bem dos bichos para que vizinho nenhum possa reclamar ou sequer achar ruim que você tenha animais no apartamento.

7 DICAS

Antes de escolher um animal de estimação, não importa se é gato ou cachorro, é preciso saber se você tem condições para criá-lo. Portanto, antes de avaliar se o seu apartamento é adequado para receber o novo integrante, descubra se você ou sua família servem para cuidar dele. Cães, mesmo os bem pequenos, não podem ser felizes se viverem confinados em áreas de serviço ou varandas. Se você mora em um apartamento grande, não pense que o espaço basta. “A maioria das raças grandes serve para a caça, guarda ou trabalho. Se ele não estiver ocupado a maior parte do tempo, prepare-se: a destruição do seu apartamento pode ser iminente.”

1. A melhor escolha são animais de pequeno ou médio portes.

2. Mesmo que seu cão tenha livre acesso ao apartamento, ele precisa passear e se exercitar. Leve-o para a rua de duas a três vezes ao dia, por 30 minutos, no mínimo. Exercícios fazem bem à saúde e com certeza ele ficará mais tranquilo.

3. Ofereça a eles brinquedos, arranhadores ou ossos . Isso evita o “tédio” e problemas de comportamento, além de diminuir a chance de ele roer ou afiar as unhas nos móveis da casa ou desenvolver dermatites psicogênicas.

4. Ter companhia não significa deixar o animal aos cuidados de uma pessoa que nem sequer olha para ele. Eles querem atenção e gostam de brincar. Tire um tempo para brincar com seu animal diariamente.

5. Não deixe o cachorro sozinho o dia todo. Ele pode e deve ficar algumas horas sozinho, desde filhote, para se acostumar com a ausência do dono e para não se tornar um cão dependente. Mas ele não deve ficar isolado o dia todo.

6. Se houver um parque ou praça perto de sua casa, leve seu cão para passear. O contato com plantas e outros cães fará bem ao seu animal. Você não tem amigos? Seu cão também gosta de fazer amizades!

7. Não esqueça dos vizinhos! Eles não têm a obrigação de ouvir seu cão latir o tempo todo. Há muitas maneiras de corrigir o cachorro que late compulsivamente. Em muitos casos, eles estão infelizes porque seus donos não seguem as regras anteriores.

Fontes: Época

Daniela Renner

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s